Em agosto de 2020 vai entrar em vigor a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais, abrangendo todas as empresas no território brasileiro. A LGPD segue como princípio a GDPR (General Data Protection Regulation).

Por ser uma lei complexa que define que os dados pessoais de alguém não poderá ser coletado sem ter um motivo bem especifico e claro, as empresas precisam já pensar em se organizar para estarem em conformidade com a nova lei e evitar que penalidades com multas ou bloqueios ocorram.

Algumas das penalidades seriam: multas, advertências, bloqueios ou proibições parciais ou totais das atividades das empresas. 

Mais Privacidade para o Usuário

A nova Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais vai dar mais controle aos usuários sobre os seus dados pessoais, assegurando o respeito a sua privacidade, honra e imagem.

Os usuários terão total controle sobre os seus dados, podendo escolher quais dados fornecer ou não a uma empresa, podendo inclusive retroceder no acordo de algum termo.

Sobre um e-commerce, por exemplo, sempre deverá haver aceitação com interação do usuário com os termos de utilização dos dados, o silêncio não poderá ser um consentimento, por exemplo com somente um link no rodapé do site onde o usuário pode clicar ou não.

Como as empresas precisam se adequar para a LGPD

As empresas devem buscar a adequação o quanto antes, pois pode envolver várias áreas dentro uma companhia. Como a LGPD é complexa, vai exigir mudanças significativas no tratamento e armazenamento de dados pessoais dos clientes.

Revisão de termos, adequação de equipamentos de TI e treinamento de pessoal para controle da integridade dos dados serão necessários.

Alguns pontos a considerar:

Entenda a Lei

É necessário que haja um entendimento da lei e como ela poderá afetar os negócios para que dessa forma seja possível montar um plano de ação.

Integração de Departamentos

O setor de TI com o setor de Marketing, Relacionamento e Vendas, por exemplo, deverão estar trabalhando lado-a-lado. De qualquer forma a companhia deverá estar em total entrosamento para seguir em concordância referente aos dados pessoais.

Verifique os Sistemas de Proteção de Dados

Execute uma auditoria em relação aos sistemas de proteção de dados para evitar vazamentos de informações ou problemas com os dados dos clientes.

Locação de Equipamentos

Procure manter equipamentos de TI alocados com empresas que já procurem manter o rigor em relação à segurança dos dados. O parceiro fornecedor será responsável por executar a adequação dos equipamentos, sendo isso um fator positivo na redução de custos, demandando menos tempo de pessoal interno.

Plano de Ação

Após o mapeamento e levantamento dos dados, defina os passos que serão tomados e também os responsáveis por cada um deles.

Formule processos bem definidos e mantenha os colaboradores cientes de estar em conformidade com a nova lei.

Preparar sua empresa para estar em conformidade com a LGPD pode ser mais tranquilo com um parceiro em tecnologia especialista em gestão de TI.

Referências: Microsoft, Estadão, NSC Total


Somos especialistas em estruturação e gerenciamento de segurança para redes de computadores corporativas.

Entre em contato conosco pelo telefone 47 3522-6664, pelo e-mail w9@w9ti.com.br ou pelo chat em nosso site.

Somos especialistas em Infraestrutura de TI e Desenvolvimento WEB

Receba nossas novidades

Dicas e novidades em TI para produtividade e mais vendas

Matérias relacionadas

1 ano para a LGPD – Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais

No ano de 2018, mais precisamente em 15 de agosto foi publicada uma lei brasileira de proteção de dados pessoais, definindo uma comissão geral no Brasil de segurança, direitos à privacidade e conformidade. Quando a LGPD entra em vigor? Em agosto de 2020 vai entrar em...

Kaspersky recomenda: não utilize versões anteriores do Windows

Um estudo da empresa de segurança digital, Kaspersky, revelou que um número elevado de empresas e também usuários domésticos continuam utilizando sistemas operacionais defasados ou obsoletos. De forma um pouco mais precisa, é possível verificar pela pesquisa que 40%...

HaaS – O que significa e quais as vantagens para uma empresa?

Se você trabalha no ramo de TI em algum momento já ouviu falar da sigla HaaS. Recapitulando, HaaS significa “Hardware as a Service” e é uma modalidade que permite a locação de equipamentos através de contrato, onde a empresa que contrata a modalidade tem a opção de...